Como um marco em sua biografia, Aécio Neves defende a ideia que o país precisa de uma reforma política

3 Jul

O senador do Estado de Minas Gerais é um dos fortes candidatos ao posto de Presidente da República, Aécio Neves. Ele que vem criticando a gestão do governo Dilma e de seu partido, o PT, e do modo como pretendem fazer a reforma política que o país precisa que teve inicio com todos os protestos pelos brasileiros.

Ainda não houve nenhuma decisão a respeito do como se implementará a reforma política, para Aécio Neves, a falta de estratégia do governo foi refletida após as oscilações das posturas em referencia às manifestações. E, confessa que esperava um maior dialogo entre a presidente e a oposição.

“Não se faz um pacto efetivo no Brasil, em qualquer área, apenas ouvindo seus assessores mais próximos, que foi o que aconteceu até aqui […] O que vejo, na verdade, hoje, lamentavelmente, é um governo nas cordas, um governo sem estratégia, um governo sem a generosidade de ouvir todos os segmentos da sociedade, repito, inclusive a oposição”.

O senador defende a reforma política, porém a partir de uma emenda na Constituição. Ele propõe a implementação de um regime parlamentarista e o voto distrital misto. Porém se diz aberto às propostas de Dilma, “o fato de a presidente ter dito, pela primeira vez, que isto é relevante e se dispor a participar, é um fato positivo. Desde que ela detalhe, que ela diga o que ela compreende como reforma política”.

Advertisements

Aécio Neves critica Reforma Política proposta pelo governo

27 Jun

A proposta de convocar plebiscito popular para uma Constituinte exclusiva para uma Reforma Política proposta pela Presidente da República na segunda-feira desta última semana em reunião com representantes políticos segue provocando polemica.  Aécio Neves presidente do PSDB, falou em diferentes oportunidades sobre a insatisfação de quase todos os partidos opositores.

O provável concorrente em próximas eleições a presidente Aécio Neves 2014 ficou indignado com a falta de participação de partidos de oposição na gestão de Dilma Rousseff. Em seção do Plenário do Senado Federal desta terça-feira sugeriu que a presidente da República não convocou ao Congresso ou membro da oposição antes do anuncio de possível Reforma Política. Citou ausência de uma plataforma jurídica e que foge de necessidade urgente da população pois em nenhum momento apresenta respostas para áreas como saúde, transporte e educação.

Em seu facebook replicou várias perguntas abertas ao executivo que considera importante serem ampliadas por Dilma Rousseff sobre proposta de Reforma Política, como quais assuntos deveriam ser debatidos em suposta Constituinte, sobre quais são as possibilidades do Parlamentarismo seja implementado no Brasil e questionou também sobre o voto distrital, voto em lista.

Logo de várias críticas recebidas da oposição e de juristas, Dilma Rousseff teve reunião com o presidente da Câmara Henrique Eduardo Alves e o presidente do senado Renan Calheiros para consultar sobre o tema, a iniciativa de chamar a Constituinte exclusiva foi descartada pela chefe de Estado. O ministro da Educação, Aloizio Mercadante, confirmou que o oficialismo continua com a ideia de Reforma Política, porem procuraram outros meios e proposta de plebiscito será enviada ao Congresso.

Aécio Neves propõe manifesto junto a partidos opositores

25 Jun

Uma reunião extraordinária teve lugar nesta segunda-feira com presidente Dilma Rousseff e mandatários de todo o país para discutir a nova agenda política comprometendo mais aos governantes e estados na gestão pública.  A proposta mais polemica foi uma completa Reforma Política a través de um plebiscito de Constituinte exclusivo. O senador Aécio Neves presidente do PMDB, se expressou com indignação alegando que era uma medida para distrair e que não ataca problemas que são denunciadas por milhares de manifestantes.

 

O forte oponente a Dilma para as próximas eleições como presidente Aécio Neves 2014, se reuniu a diferentes líderes de partidos da oposição para elaborar um manifesto publicado na mesma segunda com o título “Os brasileiros querem um Brasil diferente” As pautas diferem completamente da agenda oficial e em um extenso prólogo volta a criticar a posição do PT.  A Nota se divide em diferentes áreas:  transparência e combate à corrupção, gestão e federação e campo ético e democrático. Itens como saúde, segurança, educação, saneamento e transporte estão contidas na área de gestão.

Propõem desalentar definitivamente a votação da PEC 37 que inibe investigações do Ministério Público e a PEC 33 que possibilita ao Congresso contestar decisões do Supremo Tribunal.

O manifesto conclui parabenizando o excelente trabalho do Supremo Tribunal de Justiça no caso de mensaleiros e condena a demora de cumprimento da pena. Nota é firmada por Roberto Freire (PPS), José Agripino (DEM) e Aécio Neves (PSDB

Aécio Neves concede entrevista coletiva em Brasília

30 May

Durante reunião da Executiva Nacional do PSDB, realizada em Brasília na última terça-feira (28/5), o novo presidente do partido, Aécio Neves decidiu conceder sua primeira  entrevista coletiva.

Ao ser questionado sobre uma possível parceria com o PMDB, o senador Aécio Neves (PSDB) apenas disse que haverá a construção de uma aliança no Rio de Janeiro, mas ainda é cedo para dizer de onde virá o apoio.

— Eu tenho uma relação pessoal com o Sérgio [Cabral], mas que soube, em determinados momentos, respeitar as circunstâncias políticas de cada um. Eu não me movo por uma aliança específica no Rio. No Rio de Janeiro, o PSDB está construindo um projeto também pra o Rio, que no momento certo vai encontrar, espero eu, a acolhida da população.

presidente do PSDB, Aécio Neves, evitou falar sobre a possível candidatura à presidência da República em 2014. “Esse assunto será tratado no próximo ano e o momento agora é de fiscalizar as ações do governo”, afirmou Aécio.

Para Aécio, Serra é um homem de partido

29 May

Relaxado e falando de forma simples e direta, Aécio Neves (PSDB), que é pré-candidato à Presidência da República, participou de um dos quadros do Programa do Ratinho. Durante o quadro “Dois dedos de prosa”, Aécio afirmou que o PSDB tem a obrigação de apresentar um projeto alternativo para o Brasil e disse que está passando a hora de o ciclo do PT ser encerrado.

Antes de falar sobre temas polêmicos, como a maioridade penal, Aécio Neves (PSDB)  fez questão de dizer que gosta de política. “Eu gosto do que faço. Eu gosto de política. Sou político sim. Tenho muito orgulho disso”, destacou.

Aécio Neves disse ainda que não quer causar polêmica em relação ao nome de Serra. “Nós sabemos que se nós não estivermos unidos, nada vai adiantar. O Serra é um homem de partido, ele tem enorme responsabilidade com o país. Tenho um respeito enorme por ele. Tenho certeza que ele vai apoiar o candidato do PSDB, qualquer que seja ele”.

Aécio Neves concede entrevista para o SBT

27 May

Na noite da última quinta-feira (23/5) Aécio Neves (PSDB alertou que o atual cenário do Brasil não está nada bom. O relato foi dado no quadro “Dois dedos de prosa” do programa do Ratinho no SBT.

“O Brasil não está bem. A propaganda política do governo é que está bem”, observou Aécio Neves (PSDB),  durante a entrevista.

O mineiro também falou sobre a alta da inflação. “É um alerta que nós fazemos. Há uma bomba relógio de alguma forma preparada para o futuro, existe, porque o governo ao longo tempo veio aumentando de forma vigorosa os gastos correntes”, disse Aécio Neves.

Além de ir ao programa do Ratinho, Aécio Neves (PSDB), o senador também participou de três comerciais de 30 segundos do partido veiculados no rádio e na TV. O objetivo é se aproximar cada vez mais dos brasileiros.

A trajetória de Aécio Neves

24 May

Ao longo de seus 53 anos, Aécio Neves já realizou muitos feitos na política. Também pudera, o mineiro já conta com 30 anos de serviço público. Aécio Neves veio de uma família já envolvida na política: é neto do deputado federal Tristão da Cunha e do ex-presidente Tancredo Neves, teve como primeiro cargo o de secretário particular do avô.

Desde 1989 que é filiado ao PSDB , sendo que o partido foi aberto em 1988. Já são 23 anos de PSDB para a biografia de Aécio Neves. No partido já foi deputado federal 4 vezes, é ex-governador de Minas Gerais e atual senador pelo estado, e mais recentemente, Aécio Neves se tornou presidente do PSDB.

E agora? Qual será a nova Biografia de Aécio Neves? Como presidente do partido, ele tem grandes planos para os tucanos e vai percorrer o Brasil para conhecer melhor a necessidade nacional, desta forma o plano do partido será mais direcionado às soluções. Além disso, ele é um dos possíveis nomes para concorrer à presidência do Brasil em 2014.